Um roteiro ideal exige 2 dias em Granada

Por estar localizada na região da Andaluzia, ao sul da Espanha, Granada é facilmente incluída em roteiros que englobam visita a Sevilha, Córdoba e até Valencia. Nesses roteiros, normalmente as pessoas passam apenas um dia na cidade, mas a partir da minha experiência, acredito que 2 dias em Granada sejam o ideal para aproveitar a cidade com calma e explico o porquê.

ruas de GranadaCheguei à Granada de trem, saindo da estação de Sevilha. O percurso em fevereiro de 2018 passava por obras, então parte foi feito em ônibus, já incluído na passagem de trem, como expliquei mais detalhadamente aqui. Uma vez que cheguei na cidade já na hora do almoço, optei por me hospedar próximo ao centro antigo de Granada, assim conseguiria na parte da tarde explorar essa área que abriga praças históricas e a Catedral e a Capilla Real de Granada.

No primeiro dia, a sugestão é justamente se perder pelas ruas estreitas e repletas de lojinhas e restaurantes no centro antigo. Passando pela Calle Mariana Pineda pela manhã (entre 10h30 e 13h30) visite o Corral del Carbón, uma relíquia da era moura, que hoje abriga um centro cultural, cujo pátio é usado para espetáculos de teatro e música, inclusive é um ótimo local para assistir uma apresentação de flamenco. Outro ponto de interesse, localizada na Calle Pavaneras, a Casa de los Tiros foi construída no século 16 em semelhança aos palácios da época. Do edifício original só se conserva a Torre, cuja fachada de alvenaria exibe cinco esculturas que representam Hércules, Teseu, Mercúrio, Jasão e Heitor. Ao lado das estátuas, está gravada uma espada perfurando um coração. A casa abriga um museu com peças de artilharia. Bem próximo à catedral, não deixe de conhecer a Alcaicería, o antigo mercado árabe da seda.

vista de alhambraPara o segundo dia, a sugestão é acordar cedo para explorar a principal atração da cidade, Alhambra, um complexo de jardins, palácios e fortalezas. O tour que compreende o Palácio Carlos V, a Alcazaba e Generalife ocupa uma manhã toda e início da tarde, por isso, a necessidade de 2 dias em Granada. Para que essa visita seja completa, o ideal é conjugar com um tour pelo tradicional bairro de Albaicín. Do alto do Mirador San Nicolás, o pôr-do-sol é um belíssimo espetáculo, seguido pelas luzes de Alhambra se acendendo. Se sua visita for na alta temporada – leia-se verão – ainda é possível curtir o clima de festa cigana nos cármenes do bairro de Sacromonte ou aproveitar para um jantar especial em um dos vários restaurantes com vista do alto da colina. Quem faz apenas um bate-volta à cidade, acaba não vivenciando essa experiência.

Se ainda assim, você tiver apenas um dia em Granada, dê preferência para se hospedar nos arredores de Alhambra – atente-se aos preços que são mais caros -para poder conhecer o complexo com mais facilidade. Não esqueça de reservar sua entrada para Alhambra com antecedência, para evitar que não consiga conhecer a principal e mais incrível atração do sul da Espanha. Em nossa viagem por Granada e outras cidades espanholas utilizamos a conexão de internet do Mysimtravel, cujo chip você pode comprar clicando no link para receber em casa e já sair do Brasil com ele em mãos.