O que fazer nos arredores da Plaza de Colón

Nos primeiros dias em Madrid, ficamos hospedados no Gran Meliá Fênix, localizado em pleno centro financeiro, na Plaza de Colón. A praça abriga um centro cultural e nos arredores é possível conhecer dois museus gratuitos, fazer compras e conhecer ótimos restaurantes.

cristovao colombo madridNo bairro de Salamanca, a Plaza de Colón é um dos principais espaços abertos de Madrid, dedicada ao descobridor das Américas, Cristóvão Colombo, que dá o nome da praça e recebe homenagem em forma de monumento. A estátua do navegador está localizada no centro de um fonte em frente à praça, em uma rotatória que separa o Paseo de Recoletos e o Paseo de la Castellana. Esculpida em 1885 no estilo neogótico, feita em mármore branco, a estátua é obra de Jerónimo Suñol e se posiciona sobre um pedestal de 17 metros de altura. Ao fundo é possível observas as torres gêmeas, conhecidas como Torres de Colón.

A praça abriga os Jardines del Descubrimiento, inaugurados em 1970, onde está o grandioso monumento dedicado ao descobrimento da América esculpido por Joaquín Vaquero Turcos em 1977, com inscrições das profecias relativas a descoberta de outro continente e a maior bandeira espanhola do mundo desde 2001, com 14 por 21 metros de dimensão e hasteada a 50 metros de altura. Outras esculturas adornam a praça: uma em homenagem a Don Blas de Lezo y Olavarrieta, um dos maiores estrategistas da história da Armada Espanhola; outra em formato de âncora em homenagem a Jorge Juan y Santacilia, chefe da esquadra da Armada Real, conhecido como “sábio espanhol”, dominando a cartografia e ciências matemáticas. Jorge Juan dá nome também à rua da gastronomia do bairro de Salamanca, bem próximo a Plaza de Colón e onde estão os restaurantes Lux e Álbora, onde jantamos.

monumentos plaza de colon

No subsolo da praça encontra-se o Centro Cultural de la Villa Fernán Gómez. O local possui três espaços culturais: a Sala Guirau, um teatro com capacidade para 689 pessoas, onde são apresentados os principais espetáculos de teatro, dança, música e infantis; a Sala Jardiel Poncela com capacidade para até 175 pessoas, onde são realizadas atividades de disciplinas artísticas relacionadas às artes do espetáculo; e o Pavilhão de Exposições com 2.000 m² dedicados a exposições temporárias. Quem é fã da rede Hard Rock Café, o de Madrid está localizado ao lado da praça.

Nos arredores da praça está o Museu Arqueológico Nacional (MAN) que abriga uma das coleções de antiguidades mais importantes do mundo, oferecendo um percurso desde a pré-história ao século XIX. O ingresso custa €3 e o acesso é gratuito aos sábados a partir das 14h e aos domingos pela manhã. Outro local que merece a visita é a Biblioteca Nacional, fundada pelo rei Filipe V em 1711, dentro da qual há uma cópia de todos os livros publicados na Espanha. O patrimônio da biblioteca inclui ainda manuscritos, mapas, gravuras e desenhos, que estão expostos na coleção permanente do Museu da Biblioteca e Salas de Exposições. O museu, de acesso gratuito, fica ao lado da escadaria da biblioteca e recebe exposições temporárias.

museus plaza de colon

Para chegar à Plaza de Colón de metrô, é aconselhável saltar na estação Colón, localizada no lado oeste da praça ou na estação Serrano, localizada na parte nordeste da praça. À noite a praça recebe iluminação em seus principais monumentos.

Em nossa viagem por Madrid utilizamos a conexão de internet do Mysimtravel, cujo chip você pode comprar clicando no link para receber em casa e já sair do Brasil com ele em mãos. Fomos recebidos pelos hotéis Gran Meliá Fênix e Gran Meliá Palácio de los Duques, ambos da Leading Hotels of the World. Para reservar seu hotel, faça por nosso link do Booking, dessa forma você ajudará o Maior Vagem a se manter no ar, sempre com dicas atualizadas.