8 Personalidades imortalizadas em bronze no Rio de Janeiro

Se tem algo que me faz parar quando estou visitando uma cidade é um monumento ou estátua. Bate aquela curiosidade de saber quem é e o porquê da homenagem. Claro que em muitos casos são políticos, militares e personalidades locais até então desconhecidas do grande público. Por aqui não é diferente, por isso reuni alguns famosos que foram imortalizados em bronze, se tornando estátuas no Rio.

Pouca gente sabe, mas Renato Russo, vocalista do Legião Urbana, nasceu na Ilha do Governador, bairro insulano do Rio, onde viveu até os 6 anos de idade com a família. Por essa razão, foi lá que a estátua em sua homenagem foi instalada. Inaugurada em 2012 na Estrada do Galeão, na altura do número 2275, a estátua em bronze assinada pelo artista Ique, se encontra sobre um palco de granito, com 250 kg e medindo 1,75 metros de altura. Renato Russo faleceu em 1996, aos 36 anos de idade.

O compositor e músico Tom Jobim recebeu uma estátua em sua homenagem no bairro que deu nome a uma de suas mais famosas canções, “Garota de Ipanema”. Inaugurada em 2014, no calçadão da Praia de Ipanema, o compositor foi retratado com seu violão a tira colo, pela escultora Christina Motta – responsável também pela escultura de Brigitte Bardot em Búzios. Antônio Carlos Jobim faleceu em 1994, aos 67 anos de idade.

Inaugurada em 2016, no Baixo Leblon, na esquina das ruas Ataulfo de Paiva e Dias Ferreira, a estátua em homenagem a Cazuza também foi obra da artista Christina Motta em conjunto com o arquiteto Hélio Pellegrino. O local escolhido foi a praça que recebeu o nome do cantor. Retratando uma pose despojada que era peculiar de Cazuza, a estátua é colorida e repousa sobre um banco e na frente a frase “Eu protegi seu nome por amor em um codinome beija-flor” em menção ao grande sucesso do cantor. Cazuza faleceu em 1990, aos 32 anos de idade.

estatuas no rio 1

Outra estátua da artista Christina Motta é a em homenagem a Tim Maia. O cantor foi imortalizado em 2015, na Praça Afonso Penna, na Tijuca, bairro onde nasceu e foi criado. O monumento se encontrava em uma base de concreto de 30 centímetros de altura e 8 metros de diâmetro, que serve como um palco. Pesando 850 kg, a escultura tem 1,80 metros de altura. O músico faleceu aos 55 anos de idade, em 1998. (Foto gentilmente cedida por Ana Capra)

Na rua General Garzon, no Jardim Botânico, Abelardo Barbosa, o Chacrinha, recebeu uma estátua em sua homenagem em 2010. O local escolhido foi pela proximidade com o antigo Teatro Fênix, estúdio da TV Globo onde era gravado o Cassino do Chacrinha. A obra criada pelo escultor Ique tem 1,90 metros de altura e retrata o apresentador paramentado como em seus programas de auditório, com cartola, uma grande gravata borboleta, a famosa buzina pendurada e segurando o bacalhau que por muitas vezes jogara para a plateia. O Velho Guerreiro faleceu em 1988, aos 70 anos de idade. (Foto gentilmente cedida por Bruno Dieguez)

Recebendo os visitantes da Feira de São Cristóvão, a estátua de Luiz Gonzaga está localizada na entrada do Centro Cultural que leva seu nome e onde a cultura nordestina é exaltada. Inaugurada em 2003 após a reforma do local, a estátua representa O Rei do Baião tocando sua sanfona, com um banquinho ao lado, onde muitos turistas se sentam para fotos. O compositor pernambucano faleceu aos 76 anos de idade, em 1989. (Foto tirada por Otavio Furtado)

estatuas no rio 2

Também na orla, só que dessa vez de Copacabana, próximo ao Posto 6, está imortalizado Carlos Drummond de Andrade. A estátua em homenagem ao poeta foi inaugurada em 2002 e já se tornou um ícone para os turistas que passam pelo bairro. A obra é do mineiro Leo Santana, que pesa cerca de 150 kg, e foi feita para retratar um momento rotineiro da vida de Drummond, quando sentava-se no banco, ao lado do mar com livro no colo. Carlos Drummond de Andrade faleceu em 1987, aos 84 anos de idade.

Uma das estátuas no Rio mais famosas é a de Michael Jackson. O local escolhido para a homenagem foi a laje onde o cantor gravou o clipe da música “They Don’t Care About Us” em 1996, na comunidade Santa Marta, em Botafogo. Inaugurado em 2010, o monumento, que foi obra do artista Ique, se tornou símbolo do carinho da comunidade que recebeu tão bem o cantor. Com a pacificação do Morro Santa Marta em 2008, a estátua recebeu inúmeras visitas de turistas que queriam uma foto com o ídolo. O Rei do Pop faleceu em 2009, aos 50 anos de idade.

Importante ressaltar que muitas dessas estátuas no Rio costumam ser vandalizadas, infelizmente. Por isso, pode ser que não estejam por lá ou com partes faltando, quando você for visitar os locais mencionados nesta matéria. Outras personalidades já foram imortalizadas em bronze, listei apenas algumas delas. Você conhece outras estátuas no Rio retratando famosos, então deixe seu comentário para incluirmos na matéria.