Rock in Rio terá experiências imersivas inspiradas na Amazônia

Sucesso na última edição do Rock in Rio (2019), a NAVE está de volta à Cidade do Rock em uma parceria entre o festival e a Natura. Para esta edição a proposta é uma experiência imersiva que aproxime o público de uma Amazônia contemporânea, que inspira, transborda arte e cultura, é plural, feminina, fala em primeira pessoa, é ancestral e periférica.

Indo para o Rock in Rio? Faça a sua reserva de hospedagem clicando no banner acima e, sem pagar nada mais por isso, garanta a melhor opção e ajude a manter o Maior Viagem sempre te atualizando com dicas de viagens

Leia também: Confira as atrações do Rock in Rio 2022

A experiência multissensorial da NAVE vai vai unir música, arte, cheiro, tecnologia, performances e apresentações. Uma das atrações imperdíveis serão as enormes projeções que vão do chão ao teto, trazendo a Amazônia em primeira pessoa sob a voz e ótica de artistas da região.

Mas o público do Rock in Rio poderá ainda ver maior aparelhagem já construída por João do Som, criador das famosas aparelhagens Crocodilo, Tupinambá e reconhecido “arquiteto” que constrói as tradicionais esculturas famosas nas festas de tecnobrega do Pará. Com formato de um barco, a instalação terá apresentações musicais e diversas atrações que retratam a multiplicidade sonora da Amazônia. Encontros inéditos, pensados especialmente para o barco-aparelhagem.

Mas esta experiência proposta não ficará restrita apenas a Cidade do Rock. Ganhará as ruas e as mídias digitais, se transformando em uma grande plataforma de comunicação, impactando o público em geral. Além de projeções de conteúdos audiovisuais que deram protagonismo aos artistas da Amazônia e que provocaram reflexões sobre a região feitas no lançamento do espaço, haverão outras quatro franquias de conteúdo, com objetivo, formatos e linguagens diferentes. Uma será m documentário de quinze minutos que registra a noite de algumas das principais cidades da Amazônia, pelo olhar e perspectiva dos locais.