Experiência na sala VIP da ProAir no aeroporto de Recife

Diversas empresas aéreas internacionais passaram a operar voos saindo do Brasil para os destinos na Europa, por exemplo, saindo de grandes capitais no Nordeste. Essa ação facilita bastante a vida dos turistas que moram na região, evitando que tenham que “descer” ao Rio, São Paulo ou Brasília para depois partir de volta rumo ao hemisfério norte. Mas ao se tratar de conforto e sala VIP, será que esses aeroportos estão preparados?

Na minha última viagem para Portugal (agosto de 2018), o meu voo da TAP em direção a Lisboa saía de Recife. Como emiti a passagem em classe executiva utilizando milhas do Smiles, saí do Rio em voo da Gol até o Aeroporto Internacional de Recife – Guararapes, fazendo conexão para o voo em direção a Portugal. Chegamos a Recife por volta das 15h e para minha surpresa, a área de embarque internacional estava fechada, abrindo apenas três horas antes do voo, que seria às 23h10. Ou seja, fiquei aguardando na praça de alimentação do aeroporto para despachar as malas e então adentrar a área de embarque, que abriu por volta das 19h30.

A área de embarque internacional é pequena, com apenas três portões e um duty free mínimo, com pouquíssimas opções para compra. Fui diretamente à sala VIP da ProAir, a qual tínhamos direito por estar em classe executiva, e mais uma vez, uma surpresa desagradável. A sala estava fechada! O pior é que não tinha nenhum funcionário da ProAir ou do aeroporto para passar qualquer informação. Após algum tempo de espera, por volta das 20h, a funcionária abriu a sala para receber os passageiros.

A sala VIP está localizada na área de embarque internacional, em frente ao portão de embarque do voo com destino a Lisboa, após passar pelo controle de segurança. Além dos passageiros voando em classe executiva, passageiros portadores do cartão Priority Pass também têm acesso à sala. O ambiente é bem simples e climatizado, dividido em duas áreas com sofás confortáveis, bancos altos e áreas de trabalho em forma de baias. O piso é acarpetado.

sala vip proair recife

No corredor que separa os dois ambientes, escaninhos vazios, onde deveriam ter revistas e jornais para passar o tempo. O visitante pode se distrair com as televisões ou com seu próprio dispositivo eletrônico, mas sem usar por muito tempo, já que a distribuição de tomadas é bem carente, sendo que as poucas tomadas estão em locais de difícil acesso. A conexão wi-fi é gratuita e se mostrou satisfatória durante o tempo que permanecemos na sala. Não há chuveiros no banheiro e no dia que estive na sala, o banheiro masculino estava em manutenção, nos obrigando a usar o banheiro do aeroporto, na área externa à sala.

Na parte de alimentação, mais um serviço simples. São servidos apenas alguns mini sanduíches, pão de queijo e docinhos. Complementando, saquinhos de amendoim, máquina de café, geladeira com água, refrigerante e sucos, além de cerveja, a única bebida alcoólica servida na sala. Apesar do atendimento simpático, a reposição dos itens é demorada, assim como o recolhimento da louça usada.

Infelizmente nossa experiência na sala VIP da ProAir no aeroporto de Recife não foi positiva, sendo agravada ainda pelo atraso do nosso voo. Ao menos os sofás eram confortáveis e facilitaram nosso tempo de espera no local. Em comparação com as salas VIP de grandes aeroportos brasileiros, ainda há muita coisa a melhorar. Quem sabe com mais voos internacionais saindo de lá, sejam feitas mudanças e os próximos passageiros possam vivenciar uma experiência melhor que a minha.

Resumo

Acomodações: Sala climatizada com decoração antiga, mobiliário confortável.

Alimentação: Opções básicas como pequenos sanduíches, amendoim e alguns doces. Bebidas não-alcoólicas, café e cerveja.

Atendimento: Equipe prestativa e atenciosa, com fraca limpeza e reposição de alimentos.

Facilidades: Internet gratuita, pouca disponibilidade de tomadas, banheiros sem chuveiro.

Localização: Após o controle de segurança, na área de embarque internacional.